França é bicampeã da Copa do Mundo

FranXCro

A França venceu a Croácia por 4 a 2 neste domingo, no estádio Luzhniki de Moscou, e se sagrou bicampeã da Copa do Mundo. Mandzukic (contra), Griezmann, Pogba e Mbappé fizeram os gols franceses, enquanto Perisic e Mandzukic marcaram para a seleção croata.

Os franceses chegam à sua terceira final de Copa do Mundo buscando o segundo título. Eles foram campeões na primeira decisão, contra o Brasil, em 1998 – ocasião em que eliminaram os croatas na semifinal –, mas perderam para a Itália em 2006.

Na campanha deste ano, a equipe de Griezmann e Mbappé eliminou Argentina, Uruguai e Bélgica no mata-mata.

Já os croatas, liderados pelo camisa 10 e capitão Modric, além dos atacantes Perisic e Mandzukic, disputarão uma final de Mundial pela primeira vez na história.

A seleção precisou dos pênaltis para eliminar Dinamarca nas oitavas e Rússia nas quartas, além da prorrogação para bater a Inglaterra nas semis.

Ao todo, contando os minutos extras, a Croácia jogou o equivalente a uma partida a mais que os franceses durante sua campanha na Rússia.

O primeiro tempo foi movimentado e contou com auxílio do VAR. Em falta cavada por Griezmann, ele mesmo cobrou e Mandzukic desviou para o próprio gol, fazendo o primeiro gol contra da história das finais de Copa: 1 a 0 para a França.

Na sequência, a Croácia, que chegou a 60% de posse de bola na etapa inicial, empatou com belo gol de Perisic, chutando cruzado após cobrança de falta de Modric.

Já aos 38 minutos, quando os croatas buscavam a virada, Perisic colocou a mão na bola em cobrança de escanteio. Nestor Pitana precisou consultar o árbitro de vídeo: pênalti para os franceses, a cobrança foi convertida por Griezmann.

O acúmulo de três prorrogações seguidas parece ter surtido efeito na metade do segundo tempo.

Tanto que a França conseguiu dois gols em seis minutos. Aos 13, Mbappé foi à linha de fundo e cruzou para Griezmann, que segurou a bola e rolou para Pogba.

O volante tentou de direita, mas pegou o rebote de esquerda e marcou o terceiro. E aos 19, Hernández fez bela jogada pela esquerda e tocou no meio para Mbappé marcar o quarto.

Com o gol Mbappé se iguala a Pelé e é o segundo adolescente a marcar numa final.

Mandžukić: O primeiro gol contra das finais de Copa

Autor do gol que classificou a Croácia à sua primeira final de Copa do Mundo, Mario Mandžukić fez história neste domingo, em Moscou. Mas de uma maneira não muito positiva. O atacante da Juventus se tornou o primeiro jogador da história a anotar um gol contra em final de Copa.

O lance aconteceu aos 18min do primeiro tempo. Griezmann cobrou falta para dentro da área, e Mandžukić desviou de cabeça contra o próprio patrimônio. Foi o primeiro gol da campeã França na decisão realizada no Luzhiniki Stadium.

Até este domingo, 71 gols haviam sido marcados em 20 finais de Copa. Nenhum contra.

A Copa das gols contra

O gol contra de Mandžukić foi o 12º do Mundial da Rússia – recorde absoluto da história das Copas. A marca anterior era de seis gols contra, atingida na França, em 1998.

O melhor goleiro

Os melhores jogadores

Os artilheiros

Melhor jogador jovem

Fair Play

AO VIVO

Análise: França 4 x 2 Croácia – Final Copa do Mundo 2018

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.