Uma garrafa, muitas ideias, projeto de reciclagem criativa ajuda a diminuir impactos do descarte irregular de lixo em Porto Velho

ideia na Garrafa
O ‘Ideia na Garrafa’ ajuda não só a decorar ambientes, mas também colabora no combate do descarte irregular do lixo na capital. Foto: Ideia na Garrafa/Reprodução Facebook

O descarte irregular de lixo é um dos principais problemas ambientais contemporâneos da sociedade. O problema fica ainda pior, dados de 2017 da Revista da Lata, mostram que as prefeituras das maiores cidades brasileiras ainda têm muito o que melhorar quando o assunto é reciclagem e destinação correta dos resíduos sólidos.

Uma  lei de 2010 prevê a regulação do descarte do lixo, mas até hoje a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) não foi definitivamente implantada em boa parte dos municípios brasileiros.

2018-07-19 (1)

Entre os descartes feitos incorretamente e que tem pouca atenção da mídia está o do vidro, que  pode causar acidente em quem os recolhe, além de gerar danos ao meio ambiente.

O vidro é um dos produtos mais utilizados nas tarefas do dia a dia, descoberto há milhares de anos pelos fenícios, que, juntando areia quente com cinzas, conseguiram obter um material transparente, que hoje chamamos de vidro, o material pode ser facilmente reciclado.

E é justamente essa a matéria prima que dão asas a uma mente brilhante com ideias que podem ser feitas na ponta do vidro.

A estudante de psicologia Natália Barros, de 24 anos, é idealizadora do “Ideia na Garrafa”, o projeto da  estudante de reciclar garrafas de vidro que facilmente iriam parar no descarte irregular deu tão certo que hoje se tornou até um negócio.

Ela contou ao Direto da Redação que o projeto se trata uma iniciativa baseada no conceito de upcycling, que é exatamente a reutilização criativa.

“A ideia de pintar garrafas surgiu em julho de 2016 por acaso, sempre gostei de decoração, então pensei em reaproveitar algumas garrafas que havia em casa, tentei  reproduzir imagens nas garrafas, usando tinta de tecido inicialmente, apesar de já existirem técnicas de pinturas em vidros, eu ainda não as conhecia”, conta Natália.

O que era para ser apenas um reaproveitamento pessoal, ganhou força quando a estudante passou a compartilhar as imagens nas redes sociais.

“Quando comecei a compartilhar as pinturas nas minhas redes sociais, algumas pessoas se interessaram e começaram a dar sugestões de temas para que eu reproduzisse, logo as garrafas começaram a ser adquiridas. As pessoas começaram a trazer suas “ideias” para que eu reproduzisse, então surgiu o nome “Ideia na Garrafa”, assim, cada garrafa se tornaria única”, relata a estudante sobre o início do projeto.

O processo de reciclagem criativa feito por Natália colabora no processo de reciclagem do vidro, uma vez que as garrafas, se bem cuidadas, tem vida útil incontável.

Já o processo de reciclagem que também é feito por cooperativas, por exemplo, pode garantir o reaproveitamento na produção do vidro reciclado.

Esse tipo de vidro tem praticamente todas as características do vidro comum (não reciclado). O material pode ser reciclado muitas vezes sem perder sua características e qualidades originais.

Tipos de vidros recicláveis:

Garrafas de sucos, refrigerantes, cervejas e outros tipos de bebidas;

Potes de alimentos;

Cacos de vidros;

Frascos de remédios;

Frascos de perfumes;

Vidros planos e lisos;

Pára-brisas;

Vidros de janelas;

Pratos, tigelas e copos (desde que não sejam de acrílico, cerâmica ou porcelana);

As garrafas usadas por Natália são as de bebidas, onde os desenhos são feitos, ela  conta que não esperava uma repercussão tão grande quanto tem hoje.

“Sabia que a minha atitude de não jogar garrafas no lixo, reaproveitando-as, era correta, mas não imaginava as proporções que ganharia, fiquei surpresa quando vi clientes e amigos guardando as garrafas para nos doar, foi nesse momento que percebi que mesmo os gestos mais simples podem ser transformadores”, afirma a estudante.

Para fazer os desenhos Natália utiliza tinta acrílica, verniz, pincéis e as próprias garrafas, matéria prima principal do processo. Todo o processo é feito a mão, com papel kraft.

Já os valores, segundo a criadora, podem  variar conforme o tamanho da garrafa e a complexidade das pinturas.

“Quando se fala de arte e simbolismo, é um pouco complicado estabelecer valores, são produções únicas na maioria das vezes. No entanto, apesar de considerar que o valor sentimental que cada garrafa possui é imensurável, os valor chegam em média a R$ 65 reais”, diz ela.

Para que cada garrafa fique pronta leva até uma semana, mas de acordo com Natália, dependendo do que o cliente deseja o tempo pode se estender.

Quem quiser conhecer o trabalho desenvolvido por Natália, ou até realizar uma encomenda, podem entrar em contato pelo Instagram @ideia_na_garrafa ou pela  página do facebook Ideia na garrafa.

1 comentário

  1. Menina cheia de talento,e uma iniciativa de muita simplicidade porém de um significado sem tamanho. Adoro os trabalhos e sempre que posso divulgo. Parabéns flor,continue a brilhar ♡

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s