“Um olhar no passado”, estudo com fósseis do Museu da Memória Rondoniense podem reconstruir a fauna de Rondônia

Acervo-Funcer-21-08-2018-Fotos-Jeferson-Mota-24-570x380
Foto: Joferson Mota

O prédio do Museu da Memória Rondoniense, no centro de Porto Velho, chama atenção por sua arquitetura antiga. Dentro dele possui o acervo de artes plásticas do Estado de Rondônia, Centro de Documentação Histórica, exposição de longa e curta duração e conta também, com acervos de fósseis. Os fósseis passaram por uma análise do Dr. Mario Dantas da Universidade Federal da Bahia (UFBA), nesta sexta-feira (31), às 15h. Após estudo será possível saber como era o ambiente do Estado. Durante análise estarão presentes professores da rede pública e privada na área da Agronomia, Arqueologia, Biologia e Geologia.

Com pesquisas voltadas para mega fauna do período pleistoceno, Mario Dantas, realiza pesquisas através de química nos ossos e dentes fósseis. A pesquisa “Um olhar no passado: paleoecologia, cronologia e extinção da megafauna do Quaternário brasileiro” faz uma análise no que os animais daquele período comiam.

“Com isso sabemos se eles eram passadores herbívoros ou carnívoros. E através disso é possível saber o fauna daquele determinado período”, aponta a diretora do museu, Ednair Rodrigues.

De acordo com a diretora, hoje nós podemos ver vários pastos que são decorrentes do setor agropecuário do estado, mas no período pleistoceno isso acontecia de forma natural pelos animais que existiam aqui.

O museu é administrado pela Fundação Cultural do Estado de Rondônia (Funcer), e tem horário de funcionamento de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados por meio de agendamento por e-mail: agendamento.mero@funcer.ro.gov.br . A parceria com o pesquisador vai disponibilizar ao museu informações para estudos de paleodieta, paleoecologia e paleoambiente.

Segundo dados do museu, a visita ao local tem público variado, e boa parte do seu acervo arqueológico e paleontológico já passaram por pesquisas e outros acervos são consultados para estudos.

Texto: Maximus Vargas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s